Somos alunos da escola Cidade de Castelo Branco, do 9.º ano da turma A. Construímos este Blog com a finalidade de mostrar a nossa sabedoria sobre a História.

24
Mai 09

A vida nas aldeias, nos anos 50, 60 e 70 era bastante complicada. A aldeia dos meus avós paternos é a Paradanta, freguesia de São Vicente da Beira, concelho de Castelo Branco. A aldeia dos meus avós maternos é Ribeira de Eiras, freguesia de Almaceda, concelho de Castelo Branco. Os meus avós trabalhavam muito e ganhavam muito pouco, dizem que ganhavam 1 tostão por dia e trabalhavam de sol a sol.

Para chegarem ao local de trabalho, ainda tinham que andar muito tempo a pé, tendo que partir de noite, para chegar ao nascer do sol. Quando voltavam a casa, ainda tinham de tratar dos terrenos e dos animais que possuíam.

Os meus avós faziam uma panela de sopa no fim-de-semana para chegar até ao fim de semana seguinte. Sopa, pão, azeitonas, legumes da horta e alguma carne dos animais que criavam eram a sua alimentação.

O meu avô paterno disse que, até aos 12 anos, andava sempre descalço, pois não havia dinheiro para comprar sapatos. Já o meu avô materno não passou por tantas dificuldades, pois eram só 3 irmãos, enquanto que o meu avô paterno eram 6.

 

 

Os meus avós maternos

 

 

 

 Andreia Caetano

publicado por turma9a-ap às 20:24

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
pesquisar
 
blogs SAPO